ROTARY

1984 -

30 anos ao serviço da e na Feira: o Rotary Clube da Feira propõem-se ajudar a melhor as condições de vida, desenvolvendo acções e projectos que potenciem melhores oportunidades à nossa comunidade local, ao País e a todos independentemente do local onde se encontrem, da língua, da cor, da religião ou da raça!

Lema 17/18: O ROTARY FAZ A DIFERENÇA

Em 2017-18, responderemos à pergunta “O que é o Rotary?” com o nosso lema para o ano:

O Rotary Faz a Diferença. Seja qual for o nosso modo de servir, decidimos entrar em ação para fazer a diferença. Independentemente de construirmos um playground ou uma escola, melhorarmos serviços médicos ou de saneamento, treinarmos parteiras ou mediadores de conflitos, sabemos que o nosso

trabalho transformará a vida das pessoas — de formas grandes e pequenas — sempre para melhor. Independentemente da motivação que nos trouxe ao Rotary, é a satisfação que encontramos na família rotária que nos faz ficar: a satisfação de todas as semanas, todo ano, contribuir para que O Rotary Faça a Diferença.

Ian Riseley

Presidente do Rotary International, 2017-18

Relatório de Rotary International e da Rotary Foundation

Rotary International

O Objectivo do Rotary é estimular e fomentar o ideal de servir, como base de todo empreendimento digno, promovendo e apoiando: Primeiro. O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir; Segundo. O reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional; Terceiro. A melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na sua vida pública e privada; Quarto. A aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações, da cooperação e da Paz entre as nações.

O que é Rotary

Rotary é, antes de mais, uma opção de prestação de serviços à Comunidade Local, Nacional e Mundial. Rotary oferece uma oportunidade de servir a homens e mulheres de negócio e profissionais que, normalmente, têm grande carga de trabalho na sua actividade profissional, mas têm grande potencial de prestação de serviço, devido aos seus conhecimentos, contactos e experiências. Existem muitas outras opções para servir, todas elas importantes e bastante válidas, próprias para diversas situações de pessoas e de necessidades.

O Rotary, fundado em 1905 por Paul Percy Harris, um advogado de Chicago, e mais 3 amigos de diferentes profissões – engenheiro de minas, comerciante de carvão e alfaiate – é a primeira organização de clubes de serviço no mundo.

Teve o seu início pela visão de Paul Harris, que não aceitava o ambiente de indiferença existente entre profissionais de Chicago, no início do século. Tentando mudar a situação, reuniu entre seus conhecidos, 3 profissionais de áreas diversas da sua, para propor reuniões periódicas nos seus locais de trabalho. Visava estreitar e criar oportunidades de desenvolvimento de negócios, pela troca de experiências e informações. Da rotatividade dessas reuniões nasceu o nome Rotary. A ideia foi bem aceite e, rapidamente, novos profissionais aderiram ao novo clube. Hoje o número de clubes ultrapassa os 26.000 e somos hoje mais de 1 milhão e 200 mil Rotários.

ORGANIZAÇÃO DO ROTARY

A NÍVEL MUNDIAL:

O Rotary International é formado pelos seus membros colectivos que são os Rotary Clubes. Um Rotary Clube é admitido em Rotary International quando a sua “Proposta de Admissão”, encaminhada pelo Governador do Distrito, é aceite. Nesse documento o Rotary Clube, além de outras informações que fornece, definições que assume, se compromete a adoptar o Estatuto e alguns princípios do Regimento Interno estabelecido por RI.

O Rotary International tem a sua sede em Evanston, Illionois, USA.

Para fins de eleição dos membros da comissão de indicação para Presidente de RI e para indicação de directores da organização, o território mundial é dividido em zonas que na definição do Manual de Procedimento, é um grupo de Clubes de uma região do RI, estabelecido pelo Regimento Interno o RI e formalizado pelo Conselho de Legislação. Temos, como último Conselho de Legislação de 1995 dois Distritos em Portugal.

O Distrito é uma divisão territorial que Rotary International estabelece para fins administrativos. Em Portugal temos dois Distritos. Um a Norte de Leiria e Fátima designado como Distrito 1970 e outro a Sul desta linha que é o Distrito 1960.

O Rotary International é administrado por um Conselho Director, com 18 membros: Um Presidente eleito para mandato de um ano e 17 Directores com mandatos alternados de 2 anos. Os Directores, conforme critérios estabelecidos, representam as Zonas do Conselho Director.

O Secretário Geral é eleito por 3 anos, podendo ser reeleito. Cabe a ele a gerência de todas as actividades do Rotary e da Fundação Rotária. Além dos funcionários de Sede em Evanstton, o Secretário Geral administra os Centros de Serviços, localizados em pontos estratégicos no mundo.

Conselho de Legislação é o “parlamento” do Rotary, conforme está previsto no Regimento Interno de RI. Composto por representantes dos clubes, através de todos os Distritos Rotários, reúnem - se em cada 3 anos para considerar e deliberar a respeito de emendas e resoluções propostas pelos clubes, por conferências distritais, pelo Conselho Director do RI. Antes de entrarem em vigor as decisões do Conselho de Legislação estão sujeitas, ainda, a revisão pelos clubes.

Convenção Internacional é uma reunião anual do Rotary. O seu objectivo é estimular, inspirar e informar os rotários a nível internacional. Delegados dos Clubes de todo o mundo rotário elegem os Administradores de RI. O Presidente, o Conselho Director do Rotary International e o Governador do Distrito.

Assembleia Internacional é uma reunião anual à qual comparecem administradores gerais, governadores do Distrito que vão iniciar funções, presidentes da comissão de RI e todos aqueles que forem designados pelo Conselho Director. A reunião é para planear actividades e para formação dos administradores que actuarão no próximo ano rotário.

A NÍVEL DISTRITAL:

Distrito Rotário é a denominação dada a um território limitado dentro do qual um grupo de clubes é reunido para fins administrativos.

O Distrito é administrado pelo Governador, representante do Presidente e do Conselho Director de RI, cabendo a ele dar apoio aos clubes e garantir o seu melhor desempenho.

A equipe do Governador é composta do Secretário, dos Governadores Assistentes (cargo instituído com o novo sistema administrativo PLD – Plano de Liderança Distrital - criado por RI) e pelas comissões distritais.

Cabe ao Governador Assistente acompanhar com muita proximidade, a actuação dos Rotary Clubes a ele designados, dando-lhes assistência e motivação.

As Comissões Distritais são órgãos acessórios, sendo que algumas delas são responsáveis por execução de programas, como Intercâmbio Internacional de Jovens, Bolsas Educacionais da Boa-Vontade, Intercâmbio de Grupos de Estudo, etc.

Os eventos rotários distritais são:

-Conferência é o evento máximo do ano rotário, sendo uma excelente oportunidade de estímulo ao desenvolvimento do companheirismo, de aprendizagem rotária e ocasião para motivação.

-PETS é a formação destinada aos Presidentes e Secretários que vão exercer funções, realizado pelo Governador Indicado para estabelecer as suas metas e transmitira a sua orientação. É uma oportunidade de estreitamento do companheirismo distrital.

-Assembleia Distrital é a reunião, convocada pelo Governador Indicado para formação dos administradores dos clubes e estabelecimento das suas metas. Promove o companheirismo entre rotários que comporão a liderança nos clubes no próximo ano rotário.

A NÍVEL DO CLUBE:

O Rotary Clube é um empreendimento de prestação de serviço à comunidade local, nacional e mundial, utilizando os programas de Rotary International. É regido por um Estatuto definido por RI e por um Regimento Interno que deve atender princípios específicos fixados por RI. É importante que todos os membros do clube conheçam esses documentos.

O Clube é dirigido por um Conselho Director, com mandato por um ano, que tem responsabilidade e autoridade para administrar, realizando o Plano de Actividades proposto e aprovado pela Assembleia do Clube. Vários assuntos são de exclusiva competência do Conselho Director, conforme estabelecem as normas de RI.

A Reunião Ordinária Semanal do Clube, no caso do Rotary Clube da Feira, às segundas-feiras, no Restaurante do Lago, no EUROPARQUE, tem a duração de 60 a 75 minutos, é realizada fundamentalmente para o desenvolvimento do companheirismo entre membros e da informação rotária. Também nessa reunião é comunicado o movimento da secretaria, são feitos os comunicados do Presidente e é levado ao conhecimento dos membros, do modo sucinto, a actividade das comissões. As reuniões semanais têm, normalmente uma palestra de assunto não rotário, de interesse geral para os sócios.

Numa Reunião Ordinária Semanal do Clube pode ser tratado, desde que anunciado com antecedência, um assunto especial, que esteja além da competência do Conselho Director. A reunião Ordinária Semanal pode, ser convertida em Assembleia.

Assembleia do Clube é o órgão composto por todos os dirigentes do clube, directores e presidentes das comissões, para a qual são convidados todos os demais sócios, realizada com o objectivo de examinar, em conjunto, o programa e as actividades do clube.

A Assembleia Anual para eleição dos dirigentes, deve ser realizada entre Julho e 31 de Dezembro. O Presidente do Clube é eleito entre 18 e 24 meses antes da data da sua posse.

A reunião da comissão, formal ou informal, é ocasião para o desenvolvimento dos trabalhos para atendimento do Plano de Actividades do Clube. É muito importante que sejam realizadas com eficácia para poupar tempo aos seus participantes e resultar em acções positivas para a realização das metas propostas.

O Quadro Social de um clube é composto de profissionais e homens e mulheres de negócios, maiores, de carácter e de boa reputação comercial e profissional e que atendam as qualificações de membro, especificadas no artigo V dos estatutos do Rotary Clube.

Devem também atender aos critérios de classificação, previstos no artigo VI dos estatutos do Rotary Clube. Classificação do membro é aquela que corresponda à actividade principal e reconhecida da firma, companhia ou instituição à qual esteja ligado, ou aquela que identifique a actividade principal e reconhecida do seu negócio ou profissão.

A admissão de um novo sócio para o Rotary Clube deve obedecer ao estabelecido no Regimento Interno do Clube, artigo IX, nos termos do Regimento proposto, constante do Manual de Procedimento.

PRIVILÉGIOS

Companheirismo mundial que abre portas para contactos de amizade com profissionais ou homens e mulheres de negócios no mundo inteiro. Essa oportunidade, criada pelo companheirismo, mesmo não sendo um objectivo do Rotary, é uma condição inevitável para aqueles que se dedicam a actividades dos programas rotários.

A oportunidade de servir, obrigação moral de todo o cidadão, é realizada no Rotary de modo conveniente, eficaz e eficiente, por todo o líder profissional e de negócio.

O contacto do Rotário com várias áreas de negócio, é possível pelo critério das classificações adoptado por Rotary. É uma oportunidade única de contacto aberto e sincero em áreas que não são relacionadas com a sua profissão. Com isso, oportunidade de desenvolvimento pessoal e mesmo de negócios tornam-se viáveis.

O privilégio de desenvolver programas de prestação de serviço em ambientes saudáveis de companheirismo, tornam essa actividade agradável. Além disso, vários dos programas rotários proporcionam situações estimulantes, dado aos aspectos envolvidos e os resultados obtidos.

RESPONSABILIDADES

A frequência às reuniões do clube é obrigatória no nível de 60% no semestre, contando com 30% de recuperação em outros clubes ou eventos rotários oficiais, além de não poder faltar por 4 reuniões consecutivas sem motivo justificado. Para melhor entender os requisitos de frequência é importante consultar o Manual de Procedimento. Também é responsabilidade do Rotário comparecer aos demais eventos distritais, regionais e internacionais, sempre que possível, pois essa prática desenvolve e motiva o rotário para a sua acção.

É importante que o rotário tenha em dia os seus compromissos para com o seu Rotary Clube.

O cumprimento da responsabilidade de servir nas Comissões, dentro da sua capacidade e disponibilidade, é factor que faz o Rotary Clube desenvolver fazendo acontecer as suas actividades. Cada Rotário deve levar para as comissões o seu conhecimento específico e a sua experiência para auxiliar no desenrolar dos programas no plano de actividades.

Atendendo as regras estabelecidas por Rotary International e o plano do clube, cada membro deve apresentar candidatos a membros. O Rotary Clube deve crescer sempre, tanto na quantidade como na qualidade.

A RODA ROTÁRIA

Uma roda tem sido o símbolo do Rotary desde o seu começo. O primeiro desenho da roda foi feito por Montague Bear, rotário de Chicago e gravador que projectou uma simples roda de comboio, com alguns traços ao seu redor para dar a perspectiva de movimento. A roda foi projectada para transmitir a ideia de "Civilização e Movimento". A maioria dos primeiros clubes continham, de alguma forma, nas suas publicações e papel timbrado, o desenho da roda de engrenagem. Em 1922, foi deliberado que todos os Rotary Clubes deveriam adoptar o símbolo, que passaria a ser de uso exclusivo dos rotários. Assim, em 1923, a actual roda de engrenagem, com 24 dentes e seis raios, foi adoptada como símbolo pela então "Associação do Rotary International". Um grupo de engenheiros opinou que uma roda de engrenagem era mecanicamente impossível e que, portanto, seria necessário que a mesma contivesse, em seu centro, um rasgo de chaveta. Consequentemente, em 1923, o rasgo de chaveta foi anexado, e o símbolo, como é hoje conhecido, foi adoptado como o emblema oficial do Rotary International.

SIGNIFICADO DO EMBLEMA - A RODA DENTEADA

Os 24 dentes da nossa roda DENTEADA (e não dentada) representam às 24 horas do dia onde cada rotário deve viver o Rotary em ação e pensamento. Os 6 raios representam as qualidades essenciais do Totário em relação à: FAMÍLIA – Ser bom chefe de família; ACÇÃO – Cumprir os deveres de cidadão; AMIZADE – Cultivar a capacidade de fazer e manter amigos; PROFISSÃO – Ter ética profissional, agindo sempre de acordo com os princípios rotários; RELIGIÃO – Respeitar normas e princípios religiosos; INSTITUIÇÃO – Manter a integração no movimento rotário, cooperando sempre.

A cor dourada significa a nobreza e legitimidade dos propósitos rotários. A cor azul lembra o firmamento, indicando a universalidade e elevação dos mesmos propósitos.

SÍMBOLOS

BANDEIRA ROTÁRIA

A primeira bandeira foi hasteada no mês de Janeiro de 1915, na Cidade de Kansas, estado do Missouri, EUA. Em 1922, uma pequena bandeira rotária foi hasteada no Pólo Sul, pelo Almirante Richard Byrd, sócio do Rotary Club de Winchester, na Virgínia, EUA. Quatro anos depois, o Almirante hasteou a bandeira rotária no Pólo Norte. Uma bandeira foi oficialmente adotada pelo Rotary International em 1929, durante a Convenção de Dallas, no Texas, EUA. A bandeira do Rotary foi levada ao espaço, pela primeira vez, pelo astronauta Frank Borman, sócio do Club do Centro Espacial de Houston.

Atualmente a bandeira rotária consiste em um campo branco com o distintivo ao centro nas cores oficiais. Aos Rotary Clubes é facultado colocar as palavras “Rotary Club” em letras grandes azuis em cima da roda DENTEADA e abaixo dela, o nome do Clube.

SINO E MARTELO

Embora não apresentem os destaques, nem a notoriedade como a Roda Denteada, o Distintivo e a Bandeira, o sino e o martelo também são símbolos rotários.

O Sino representa a disciplina e a ordem que deve dominar o ambiente das reuniões, principalmente quanto à atenção que deve ser dispensada pelos rotários, quando das instruções rotárias, das palestras proferidas e das informações do protocolo e do secretário, além das informações transmitidas pelo presidente.

Ele marca o tempo e o trabalho. O primeiro toque do Sino ocorre para informar o início da reunião rotária, somente após o toque do sino é que a reunião em Rotary está oficialmente aberta. Idêntico procedimento acontece para representar o final da reunião e a saudação à Bandeira Nacional.

O Martelo simboliza a autoridade a investidura do cargo maior, na hierarquia do Rotary, a exemplo do que ocorre nas reuniões maiores do poder judiciário, quando o juiz, através do martelo, faz lembrar aos presentes a sua autoridade máxima.

Quando da transmissão do cargo, o presidente que está concluindo o mandato, executa a última batida do martelo no Sino e, imediatamente, entrega o martelo ao Presidente que toma posse, simbolizando a transferência da autoridade que até então estava investido.

História: Em 1922, realizou-se entre os clubes dos Estados Unidos um grande concurso de assiduidade, combinando-se que o clube perdedor daria o prémio ao clube vencedor. Venceu o Rotary Club de Nova York e que recebeu como prémio o sino de um navio patrulheiro, colocado numa base de madeira procedente do navio VITÓRIA, da esquadra do Almirante Nelson, na Batalha de Trafalgar. Desde então o sino, nas reuniões do Rotary, passou a representar - como nos navios - a ordem e a disciplina.

Redes sociais

Rotary Portugal

Site dos Distritos 1960 e 1970 - Portugal

Abrir site